banco de sangue
blog

22/09/2017

Quais são os exames realizados no sangue doado?

Visualizações: 18209

São realizados exames de triagem para doenças infecciosas conforme legislação sanitária .São pesquisados doenças como HIV, Hepatite B e C, Doença de Chagas e Sífilis. Além de exames para identificar o tipo sanguíneo.
Os testes têm o objetivo de triagem e não de diagnóstico, por isso não devem ser interpretados como diagnóstico definitivo. Esta metodologia visa garantir a máxima segurança possível para quem vai receber a transfusão.
Os resultados dos exames podem ser retirados 30 dias após a doação do sangue pelo próprio doador ou por outra pessoa com documentação e autorização escrita e assinada.
Caso haja alguma alteração nos resultados, o doador é comunicado e talvez seja necessário repetir os exames, nunca se assuste pois os testes são muito sensíveis!
O doador com algum resultado de alteração nos exames é convocado por carta registrada para ser esclarecido e para coletar nova amostra.
O esclarecimento é feito por um dos médicos do Banco de Sangue, pessoalmente e de maneira individual. Os critérios utilizados na triagem clínica e sorológica dos doadores de sangue visam obter o sangue mais seguro possível para uso transfusional.

22/09/2017

Quais os cuidados após a doação?

Visualizações: 414

Doar sangue é um processo bastante simples e muito seguro. Após a doação, você precisa:

- Permanecer no Banco de Sangue por pelo menos 15 minutos após sair da sala de doação;
- Manter o curativo por pelo menos quatro horas;
- Não carregar peso ou fazer qualquer esforço com o braço utilizado para doação;
- Não fazer exercícios e esforços físicos intensos no dia da doação por 12 horas;
- Alimentar-se bem após a doação;
- Ingerir líquidos em grande quantidade nas próximas 24 horas;
- Não fumar por pelo menos uma hora.

Caso você tenha algum efeito indesejável associado à doação, comunique o Banco de Sangue imediatamente, para que possa ser feita avaliação e orientação.

Telefones: (54) 3027-8600 (54) 99113-4710
E-mail: ouvidoria@bancodesangue.com.br

22/09/2017

Por que doar sangue?

Visualizações: 754

O sangue humano não pode ser fabricado artificialmente, por isso, a doação é um ato de vital importância, e que ajuda a salvar vidas.

Veja alguns motivos para fazer sua doação de sangue:

- Uma doação pode salvar até quatro vidas
- O volume doado é reposto naturalmente pelo organismo em até 24 horas
- O doador não se expõe a nenhum risco de contaminação, pois todo o material é esterilizado e descartável
- Doar sangue não engorda, nem emagrece, não afina ou engrossa o sangue
- Não é preciso estar em jejum
- O procedimento de doação leva pouco tempo
- O volume coletado, por padrão internacional, é de apenas 450 ml
- O sangue doado é fundamental no tratamento dos pacientes
- Doar sangue é um ato humanitário, traz uma satisfação interior e faz bem a todos

Muitos pacientes podem ser beneficiados com o sangue que você doar:

- Vítimas de diversos acidentes
- Pacientes com câncer ou tumores
- Pacientes hemofílicos
- Pacientes que serão submetidos a cirurgias-
-Recém nascidos prematuros

E você sabia?

- Um em cada dez pacientes hospitalizados necessitam de transfusão sanguínea
- Um bebê prematuro necessita de 1 a 4 unidades de concentrado de hemácias (um tipo de componente sanguíneo) durante o período de internação
- As bolsas coletadas anualmente no Brasil, ao todo 3,5 milhões, são insuficientes para atender à demanda
- O ideal, segundo o Ministério da Saúde, seria alcançar 5,7 milhões de bolsas de sangue por ano

21/09/2017

De quanto em quanto tempo posso doar sangue?

Visualizações: 14902

Você é muito importante e não podemos descuidar da sua saúde, doar sangue deve ser muito seguro, por este motivo há um limite que deve ser obedecido.

Em 24 horas após a doação o plasma já é reposto e os glóbulos vermelhos em 4 semanas. Para facilitar essa reposição deve-se tomar muito líquido logo após a doação. Todos os glóbulos vermelhos possuem no seu interior uma molécula de ferro, após a doação é iniciado um processo de retirada de ferro da nossa reserva para fabricar mais glóbulos vermelhos; quando recuperamos o que foi perdido há mecanismos de parada de fabricação. Ou seja, o corpo produz somente o sangue necessário para a reposição em nosso organismo, nem mais, nem menos. Porém para o organismo atingir o nível de ferro que apresentava antes da doação, são necessários de 40 a 60 dias para homens e de 50 a 90 dias para as mulheres. Por isso o intervalo mínimo para a doação..
Por isso, homens podem doar sangue até quatro vezes por ano, com intervalo de 60 dias entre cada doação. Já as mulheres podem doar três vezes ao ano, com intervalo de 90 dias.

No caso de doação de plaquetas por aférese, a medula óssea do doador repõe a quantidade facilmente. Doadores de plaquetas podem repetir a doação a cada 48 horas, sem danos, em até 24 vezes ao ano.