banco de sangue
blog

22/09/2017

O que acontece com o sangue doado?

Visualizações: 1799

1- Processamento do Sangue
Nesse setor, o sangue é processado em hemocomponentes. Atraves da separação do sangue por centrifugação dividimos em componente- concentrado de hemácias, plasma fresco, crioprecipitado e concentrado de plaquetas. Estes componentes são armazenados em condições diferentes para que se obtenha o melhor aproveitamento. O concentrado de hemácias fica entre 2-6C; plasma e o crio congelados a -20C as plaquetas em agitação continua em temperatura de 22C


2 - Pré-estoque
Após o processamento do sangue e identificação dos hemocomponentes, as bolsas são armazenadas no pré-estoque aguardando os resultados dos testes laboratoriais.


3 - Imunohematologia e Sorologia
O laboratório de Imunohematologia realiza a tipagem sanguínea  por exames muito especializados (  fenotipagem ABO, determina o fator RH, realiza pesquisa de D-fraco, detecta anticorpos irregulares) e investiga a presença de hemoglobina anormais . Os exames sorologicos  realizados para identificar doenças passiveis de transmissão sanguinea previstos na legislação brasileira seguindo padrões internacionais de qualidade laboratorial, os restes avaliam Hepatite B e C, HIV, doença de chagas, sífilis e HTLV-è utilizado metodologia muito sensível para garantir a segurança  transfusional. . Caso seja verificada alguma alteração, em qualquer teste realizado, as bolsas são descartadas e o doador é comunicado, para prosseguir com novos exames.


4 - Estoque
As bolsas liberadas e rotuladas são encaminhadas ao estoque que abastece os hospitais conveniados da região e as cinco agências transfusionais do Banco de Sangue em Caxias do Sul. A partir deste momento, as bolsas ficam disponíveis para transfusão de acordo com a validade de cada hemocomponente( concentrado de hemácias 35 dias, plasma e crio 12 meses e plaquetas 5 dias)


5 - Transfusão
No Banco de Sangue: são realizadas transfusões ambulatoriais, mediante agendamento, em pacientes que não necessitam de internação. Para isso, é coletada uma amostra antecipadamente para realizar as provas de compatibilidade com o sangue  a ser transfundido. Essa amostra pode ser coletada domiciliar, conforme solicitação do paciente ou familiar.


Nos Hospitais: as transfusões ocorrem por meio das Agências Transfusionais do Banco de Sangue instaladas nos hospitais Círculo, Unimed, Saúde, Virvi Ramos e Pompéia. Nesses locais, o atendimento é 24h.

22/09/2017

Doação de Sangue Raro

Visualizações: 2350

Os chamados sangue raros podem estar presentes em menos de 1% da população. Estão relacionados a outros grupos sanguíneos  diversos dos que estamos familiarizados (ABO e RH). Se um paciente com sangue raro necessita de uma transfusão, precisamos em curto espaço de tempo localizar este doador. Desde 2008, quando foi criado o banco de doadores fenotipados (assim que chamamos – fenótipo raro), acumulamos cerca de 5 mil doadores de sangue raro. Neste grupo são incluídos doadores com estas características. Este cadastro precisa de continua renovação para mantermos um mínimo seguro dos fenótipos mais raros. Há possibilidade de intercambio destas doações com outras instituições em situações de necessidade. Os doadores fenotipados são avisados da sua condição especial e orientados da sua importância (doador de sangue sempre fazendo a diferença)!

21/09/2017

De quanto em quanto tempo posso doar sangue?

Visualizações: 37330

Você é muito importante e não podemos descuidar da sua saúde, doar sangue deve ser muito seguro, por este motivo há um limite que deve ser obedecido.

Em 24 horas após a doação o plasma já é reposto e os glóbulos vermelhos em 4 semanas. Para facilitar essa reposição deve-se tomar muito líquido logo após a doação. Todos os glóbulos vermelhos possuem no seu interior uma molécula de ferro, após a doação é iniciado um processo de retirada de ferro da nossa reserva para fabricar mais glóbulos vermelhos; quando recuperamos o que foi perdido há mecanismos de parada de fabricação. Ou seja, o corpo produz somente o sangue necessário para a reposição em nosso organismo, nem mais, nem menos. Porém para o organismo atingir o nível de ferro que apresentava antes da doação, são necessários de 40 a 60 dias para homens e de 50 a 90 dias para as mulheres. Por isso o intervalo mínimo para a doação..
Por isso, homens podem doar sangue até quatro vezes por ano, com intervalo de 60 dias entre cada doação. Já as mulheres podem doar três vezes ao ano, com intervalo de 90 dias.

No caso de doação de plaquetas por aférese, a medula óssea do doador repõe a quantidade facilmente. Doadores de plaquetas podem repetir a doação a cada 48 horas, sem danos, em até 24 vezes ao ano.

21/09/2017

Como faço para ter a Carteirinha de Doador?

Visualizações: 3324

Para ter a sua Carteirinha de Doador, você precisa ter feito pelo menos uma doação no Banco de Sangue de Caxias do Sul. Ela deve ser solicitada e retirada junto à recepção do Banco de Sangue.


Com a Carteirinha de Doador você pode controlar a data da sua última doação e quando poderá realizar a próxima.
Importante: a Carteirinha de Doador não substitui a apresentação de documento oficial e nem as etapas de doação.

21/09/2017

Cinco grandes motivos para você doar sangue

Visualizações: 604

Você já deve ter ouvido falar da importância de doar sangue, não é mesmo? Às vezes, muitas pessoas só percebem de verdade isso quando algum familiar ou amigo necessita de alguma transfusão.
Mas, você não precisa esperar isso acontecer para entender o quanto é necessário e vital esse procedimento. Além da evidente  importância, existem muitos motivos para fazer uma doação. Nossa equipe do Banco de Sangue de Caxias do Sul elencou cinco deles. Vamos conferir?


Sangue não tem substituto
Talvez você já tenha lido algo sobre sangue produzido artificialmente. Contudo, é importante dizer que, embora haja programas para a produção de sangue em laboratório, ainda são experimentais  .A única maneira possível  de se obter sangue atualmente é por meio da doação.
O sangue é um líquido muito nobre e precioso, pois sem ele ninguém vive. Ele é essencial. Mais do que isso, não há nada no mundo que possa substituir o sangue e seus componentes.
Doar salva vidas
Quantas vezes já ouvimos falar que doar sangue salva vidas? Muitas, mas é sempre bom relembrar por que isso acontece.
O sangue  doado, muitas vezes, vai para transfusões em pacientes que necessitam muito deste recurso para sobreviver. São principalmente utilizados casos de cirurgias de grande porte, acidentes de transito,  crianças prematuras e paciente em tratamento de câncer.
Como o sangue, depois de doado, é separado  em componentes, apenas uma doação é capaz de ajudar até quatro pessoas. Ou seja, como seu ato pode transformar a vida de muitas famílias.
É um ato voluntário
Muitas pessoas procuram algum programa voluntário porque sabem a importância da ajudar outras pessoas. No entanto, no dia a dia, com tantas tarefas, muitas acabam também não se envolvendo, por causa da falta de tempo. Doar sangue é uma ótima alternativa para todos que desejam ajudar e não sabem como ou não possuem muito tempo.
Não prejudica a saúde de quem Doa
Todo este  processo é controlado pelos órgãos reguladores da saúde( vigilância sanitária), e o procedimento segue normas e regras rígidas, tendo como objetivo a segurança de quem doa e de quem recebe a doação. Existem também alguns mitos que envolvem a doação de sangue. Ninguém perde peso e o sangue de quem doa não ficará ‘mais fino’ ou prejudicado depois da doação. O procedimento não é doloroso e nem cansativo e dura menos que 1 hora. A quantidade de sangue retirada para doação é muito pequena, aproximadamente 500 ml.
Ajuda a todos
Como o dito popular de que é dando que se recebe. Ao doar sangue você inicia uma corrente do bem, a sua doação auxilia na recuperação da  saúde de uma pessoa que está doente , que por sua vez vai melhorar a vida das pessoas que estão em volta dele e você fica mais feliz, pois fazer o bem  melhora o coletivo .